Soy Louco por Tri : Mistura vence Mesclado e leva a Interbairros pela 3ª vez

Fonte: Materia de Oscar Oliveira | Data: 2018-07-23 13:47:58 | Categoria: Copa JP II | Visitas: 1759
Foto: Oscar Oliveira

Pela terceira vez, a Zona Norte de Rio Preto é azul e branca. Depois de 70 minutos de ansiedade, o Mistura que ganhou o titulo em 2015 e 2016, fatura outro.  Agora em 2018 voltou  ao topo da Copa Interbairros Rio-pretense  de forma incontestável.

 

Segura, sofrendo poucos riscos e com um golaço de cabeça marcado pelo zagueiro Ronaldo Honorato aos 72 minutos, a equipe comandada pelo treinador Nelsinho confirmou o título da 22ª Copa Interbairros de Rio Preto, na manhã de domingo (22),  ao bater o Mesclado por 1 a 0 no estádio João Mendes de Ataíde (Campo II do Distrito Industrial.)

 

Com o primeiro titulo conquistado nesta competição em 2015, enfrentou e venceu por 2 a 0, a tradicional e forte equipe do União Gonzaga e o segundo  foi  conquistado foi em 2016 quando teve a equipe do Bela Flor pela frente, um adversário extremamente organizado que justificou empate por 0 a 0 no tempo normal, mas que na decisão por pênaltis, brilhou o goleiro Alex, defendeu duas cobranças e deu o bicampeonato ao Mistura.

 

Em 2017, a equipe até começou bem, mantinha a base do elenco campeão e na primeira fase já era apontada como favorita ao titulo embora na fase de grupos a equipe não apresentou consistência daquele futebol campeão.  Foi eliminada pelo JP Futebol na 3ª fase quando perdeu por 1 a 0 e passou todo favoritismo para Portuguesa da Sul que acabou faturando o titulo na final.

 

Sua grande recuperação foi no segundo semestre o mesmo ano de 2017 quando levantou seu ultimo troféu na primeira divisão da Copa Poty vencendo o São Francisco  na decisão por pênaltis depois do empate por 1 a 1 no tempo normal.   Na ocasião, brilhou novamente o goleiro Alex que defendeu duas cobranças.

 

Neste ano de 2018, a competição foi extremamente equilibrada, ninguém apontava favoritos antes da fase de mata mata. Porém chegando a semifinais, o Mesclado começou a ser apontado como favoritos pelo grande elenco que montou e pelo retrospecto desde a fase de grupos. O Mistura  também tinha ares de favoritismo, mais pelo retrospecto de títulos  do que pelo futebol consistente e vistoso planejados com cautela pelo técnico Nelsinho.  

 

Assim que a bola rolou, o Mesclado anulou eficientemente o rival, que não criava nada, mas era eficiente  na marcação ao meio e no setor defensivo. O time amarelo e preto procurava sempre encaixar  contra-ataque para complicar a vida do campeão, mas nunca expunha sua defensiva, Isto deixou o jogo truncado, faltoso,  feio e sem  criatividade. 

 

Sem isto, nem de longe surgiam oportunidades que levassem perigo ao goleiro Pansani (Mesclado), ou Alex (Mistura) que pouco trabalharam  nesta final. Realmente a partida fugiu muito das características esperadas que pudessem agradar o torcedor, mas em final vale tudo como disse os dois treinadores.

 

Embora, o Mesclado com mais volume de jogo e posse bola, pouco foi incisivo com CuizCuiz, Bruno Demartine e Hiago, principalmente nos primeiros 40 minutos.  O Mistura se mostrou muito bem postado em seu setor defensivo com Diego Pedroso e Ronaldo Honorado e preferiu jogar por uma bola.

 

No segundo tempo, nada mudou o jogo feio continuava congestionado. O Mistura começou a melhorar.  Já saia jogadas com o meia Luiz Fernando e Léo, e o meia  Edicleber passou  a ser mais ousado indo um pouco mais a frente, mas ninguém pode levantar com emoção, afinal não saia  jogada de gol.

 

Como sempre tem acontecido em finais, a prenuncia já apontava entre os palpiteiros que a decisão seria mesmo nos pênaltis, mas não era isto que os Deuses do futebol tinham em mente.

 

Faltando poucos minutos para terminar, uma bola alçada na área e as previsões caíram por terra. O Zagueiro Honorato subiu muito e aproveitou de cabeça para fazer Mistura 1 a 0. Não havia nada que o goleiro Pansani  pudesse fazer,  talvez o gol saísse na hora certa para o time azul e muito errada para o time do Mesclado.

 

O Mesclado tinha pouco tempo para busca o empate e isto era favorável ao Nelsinho que conhecendo o outro lado, sabia que time do treinador Rogério viria pra cima. Então da decisão do técnico Nelsinho foi fechar os espaços e segurar a pressão para no final gritar é Campeão, é Campeão e depois é Tricampeão.


Confira a Galeria de Fotos da Matéria Acima.

Comentários para esta postagem

Ninguém comentou esta Notícia ainda, Seja o primeiro a comentar.


Deixe o seu Comentário

Nome:

Email:

Comentário

  Ignore este campo de email. Ele está aqui para enganar os spamers. Se você entrar com qualquer aqui, sua mensagem não será enviada.
 

Site Amadorzao

NEWSLETTER

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das Notícias e Novidades exclusivas aqui no Site Amadorzao.

Placar On Line

2018 © Site Amadorzao - Todos os Direitos Reservados.

Telefone para Contato:
Fone: (Claro (17) 99101-0677 )
Email: amadorzao@hotmail.com


Desenvolvido Por: Beto Castro Fone: (17) 98817-6122